Dono de panificadora não reage e mesmo assim é morto durante assalto

O dono de uma panificadora localizada na rua Professor Alberto Piekas, em Almirante Tamandaré, foi assassinado na manhã desta terça-feira (5). O crime aconteceu durante um assalto.

Testemunhas contaram que Oziel Pereira Pinto, de 45 anos, não reagiu à abordagem dos três jovens que entraram no estabelecimento. Ele afirmou que não tinha dinheiro para entregar e foi baleado no peito. A vítima morreu no local.

Três jovens, entre 18 e 20 anos, invadiram o local em que estava também um padeiro e uma funcionária, e anunciaram o assalto. “De imediato já foram até o caixa e o senhor Oziel estava na parte de trás da panificadora, fazendo o manuseio dos pães ali. Ao perceber o assalto, saiu de trás de uma coluna, apenas saiu, não teve reação e não estava com nada em mãos. A hora que saiu, o indivíduo já efetuou um disparo que veio a atingir o peito do senhor e ele infelizmente veio a óbito”, detalhou o soldado Romualdo, do 22º Batalhão da Polícia Militar (BPM), que atendeu a ocorrência.

Após atirar contra a vítima, de 45 anos, o trio fugiu da panificadora levando uma quantidade em dinheiro, e entrou em um Pálio de cor vermelha, onde estava um quarto suspeito. “Passaram por mim e quase me atropelaram! Eu conhecia o Oziel há anos, ele tinha a panificadora há algum tempo e esse foi o quarto assalto. Chegou a ficar fechado um tempo, aí abriu de novo, colocou câmera e tudo, mas mesmo assim... aconteceu”, relatou Wilson dos Santos, que mora na região.

Dois presos

A PM fez buscas pela região e prendeu dois suspeitos pelo latrocínio, de 16 e 19 anos, e apreendeu a arma utilizada no crime.

Colaboração Douglas Bandeira/Rede Massa

Fonte: massanews.com / http://bit.ly/2t6eGCR