Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Departamento penitenciário recebe novos equipamentos

Quase 3 mil armas novas foram entregues ao Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR). O investimento de R$ 22 milhões foi anunciado nesta quarta-feira (8) pelo governador Ratinho Junior e tem como objetivo equipar e modernizar o sistema prisional. Os recursos são oriundos dos cofres do governo e do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen).

O pacote contempla 2,8 mil pistolas, 40 fuzis, 1,7 mil rádios comunicadores digitais com sistema próprio de interoperabilidade e capacidade de interlocução entre cidades diferentes, além de 10 caminhões modelo F4000 para o transporte de presos.

“A violência se vence com inteligência e a presença física de policiais. Sonho com o dia em que nossos agentes parem de abrir cadeado para mexerem com software, seguros, sem contatos com os presos”, afirmou o governador.

“Há um ano nossos agentes não tinham uma arma funcional, agora terão armas para defesa pessoal. É mais segurança para uma profissão de alto risco”, completou Francisco Caricati, diretor do Depen. Os veículos e rádios comunicadores serão distribuídos para todas as regionais onde o departamento tem unidades penais.

Os armamentos serão destinados, em parte, ao Serviço de Operações Especiais (SOE), grupo de elite que atua em situações de crise, e também aos demais agentes, que receberão pistolas para o uso na modalidade de cautela, ou seja, quando não estiverem no local de trabalho.

Novos investimentos

O governador Ratinho Junior afirmou que até o fim do ano serão feitos novos investimentos em segurança pública, com a inauguração de dois presídios para desafogar delegacias e a contratação de agentes e policiais. Também devem ser entregues novas Casas de Custódias, além da Cidade da Polícia, onde todas as forças de segurança estarão presentes.

“O dinheiro vem do Ministério da Justiça. São R$ 130 milhões que estavam parados há três anos no caixa do Estado por falta de projeto. Agora, conseguimos resgatar esse dinheiro”, ressaltou o governador. “Há um deficit no número de agentes e também precisaremos de contratação para esses novos presídios que serão inaugurados”, completou.

Colaboração AEN

Fonte: massanews.com

Grupo do Primeiro Impacto PR no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo Outros grupos »