UEPG analisa caso de professor que agrediu mulher