Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Idoso é amarrado com fio de telefone e morto com tiro nas costas

Um idoso foi amarrado e morto com um tiro nas costas na tarde desta quinta-feira (7), no bairro Campo Comprido, em Curitiba. A vítima foi encontrada pela mulher, na residência do casal, com os pés e mãos amarrados com um fio de telefone.

Jorge Pereira, de 64 anos, era sócio de um prédio localizado atrás de sua casa e, de acordo com o síndico do local, a central de monitoramento e segurança do prédio ficava na residência da vítima. “A central de monitoramento fica na casa dele, por ele ser um dos sócios, e qualquer disparo vem uma equipe de monitoramento para fazer a verificação. Geralmente em também vinha, pois está do lado, para verificar o que é”, disse.

Porém, ao chegar no prédio nesta quinta-feira (7), o síndico já foi informado que o sistema de alarmes estava desligado. “Fui avaliar e vi que estava arrombado. Arrancaram os sensores de alarme, arrebentaram todos os monitores de alarme que tem ali, os leitores. Deixaram uma lata ali na frente, possivelmente para apoiar, subir e tal. Já achei muito estranho, aí entrei em contato com o Jorge, que não atendeu. Depois liguei para outro sócio e disse o que aconteceu”, completou.

Jorge foi encontrado pela esposa, com quem tinha combinado de almoçar. A vítima estava amarrada e com uma marca de tiro nas costas e, de acordo com a Polícia Militar (PM), os suspeitos possivelmente usaram uma almofada para abafar o barulho do disparo. Além disso, uma Saveiro e o celular da vítima foram levados.

De acordo com informações, a polícia conseguiu rastrear a localização dos suspeitos e realiza buscas pela cidade.

Atualização

O Tenente Gutierrez afirmou que as buscas contaram com o apoio da aeronave, mas que os suspeitos ainda não foram localizados. "A população também pode dar um apoio. Se ver um Saveiro no modelo novo, de cor branca, com a placa BBM 2730, este veículo pertence ao senhor que faleceu, e possivelmente pode estar com os criminosos. Estamos tentando contato com as testemunhas, mas até o momento não temos informação de quantas pessoas participaram do crime", disse.

Colaboração Bruna Froehner/Rede Massa

Fonte: massanews.com

Grupo do SBT Paraná no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo Outros grupos »