Quadrilha usava perfis falsos para vender bolsas pela internet