Defesa vai tentar provar que amiga suspeita não agiu sozinha