Policial conta como salvou um bebê

A madrugada aparentemente tranquila da equipe de policiais militares do 23º Batalhão terminou de forma surpreendente, nesta quarta-feira (6). Após deixar um homem com mandado de prisão em aberto da Delegacia de Vigilância e Capturas, no centro de Curitiba, a soldado Priscila Mingorance e seu colega de farda encontraram uma recém-nascida que foi abandonada na rua.

Os policiais foram avisados por um pedestre que contou que a bebê estava na calçada, na rua João Negrão. “A equipe de pronto foi verificar, ver se não era trote, e constatou de fato que tinha uma bebezinha”, contou a soldado.

“Ela ainda estava com o cordão umbilical, estava bem gelada. Era uma noite bem fria de Curitiba e a criança estava já cinótica, com os dedinhos roxos, os lábios arroxeados, bastante gelada”, disse Priscila, que imediatamente tentou aquecer a criança com seu corpo. A equipe seguiu imediatamente para o Hospital do Trabalhador. A viatura seguiu com o giroflex ligado, vidros fechados e o ar condicionado na temperatura máxima.

“O que nos deixou bastante contente foi que quando estávamos chegando perto do hospital, a umas duas quadras do hospital, ela começou a chorar”, lembrou a soldado, emocionada. “Isso emociona porque a nossa profissão ela é uma profissão em que a gente atende todo o tipo de ocorrência, mas essa ocorrência ela é diferente, ela tem algo sentimental. Pra gente foi a primeira experiência, tanto para mim quanto para meu parceiro, de encontrar um bebê recém-nascido abandonado em via pública e graças a Deus a gente conseguiu deslocar, chegar no hospital e entregar para os médicos”.

A criança foi encaminhada para a UTI da unidade, mas passa bem.


Fonte: www.massanews.com