Família quer provar que rapaz está preso injustamente