Delegado diz que motorista assumiu risco de matar ao beber e dirigir