Sanepar questiona os dados divulgados pela pesquisa